Ser Biomédica

Desde quando entrei na faculdade no ano de 1992 eu imaginei que este seria o meu futuro, que eu havia feito naquele momento uma escolha a qual teria que dar certo, muito certo. Sim teria que dar certo, pois era a minha oportunidade de cursar uma faculdade e fazer algo pela minha filha, meus pais, por mim.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email
    Quero parabenizar todos os biomédicos pelo seu dia!

Para mim ser biomédica é um orgulho!

Desde quando entrei na faculdade no ano de 1992 eu imaginei que este seria o meu futuro, que eu havia feito naquele momento uma escolha a qual teria que dar certo, muito certo. Sim teria que dar certo, pois era a minha oportunidade de cursar uma faculdade e fazer algo pela minha filha, meus pais, por mim.

Eu só tinha 18 anos e muitas responsabilidades assumidas, uma família e uma filha que dependiam do meu futuro!

Muitas horas de estudos, muitos dias na faculdade, abdicação da minha presença diária com minha família, nada de festas, nada de dormir até mais tarde, alguns finais de semana em cima dos livros, outros me reunindo com as colegas para em grupo discutirmos bioquímica, citologia, histologia, tecidos, parasitas, microorganismos, imunologia, fisiologia, massacrando nossos neurônios com a biofísica, decorando os menores ossos do corpo humano, estudando fisiologia humana e depois nos último ano analisando materiais biológicos todos os dias, foram 4 anos intensos de faculdade, na tão conhecida Barão de Mauá em Ribeirao Preto.

Passavamos o dia todo, período integral, mergulhados nesta graduação em Biomedicina, éramos os primeiros a chegar e os últimos a sair da faculdade. Vínhamos de uma cidade ao lado de Ribeirao Preto, Sertãozinho, todos os dias!

Época boa, moramos praticamente na faculdade estes anos todos, uma turma ótima, com excelentes alunos, união, cumplicidade e coleguismos, nunca tivemos desavenças entre a turma de quarenta e cinco alunos.

Naquele ano de 1996 quando colei grau, pude ter certeza de que minha jornada na Biomedicina apenas iniciava, e com um diploma em mãos eu não poderia decepcionar meus pais, era a única coisa que eu pensava.

Eles acreditavam tanto em mim, foi tanta dedicação durante a faculdade, tantos sacrifícios meus e deles, tantas provas, provas da faculdade e provas da vida, tantos acontecimentos em minha vida que tentaram me tirar deste caminho … mas eu sempre tive comigo que nada poderia me impedir em ter sucesso na profissão que eu havia escolhido para seguir. Eu precisava fazer a diferença! Meus pais acreditavam muito em mim, não podia jamais decepcioná-los!

Foi amor, foi amor pela vida, por meus pais, por minha filha, e depois de me apaixonar por todo aquele conhecimento que eu ia adquirindo dia a dia, passei a ter amor pela Biomedicina! Meu caso com a faculdade de biomedicina foi amor, amor à minha escolha, amor ao meu futuro, amor por todos os biomédicos que assim com eu um dia se encontraram na biomedicina!

Ao pegar o meu Diploma nas mãos, que me foi entregue pelo DR DACIO CAMPOS, o qual eu me orgulhei muito, naquele momento pude ver um futuro para mim, pois eu não desistiria, eu não mudaria de profissão, eu não abandonaria a minha conquista! Apenas pensava, vou fazer algo de diferente! Vou fazer algo para que todos se orgulhem de mim! Estas pessoas fazem parte da minha vida! Meus colegas, meus mestres, todos ali presentes… havia um motivo, um porquê, não era por acaso!

Neste dia de hoje, dia do Biomédico, pensei em diversas coisas para vocês biomédicos que me seguem, mas agora, no finalzinho da noite, pude perceber que o melhor seria eu contar lhes um pouco de como me orgulho de ser BIOMÉDICA!

Eu tive uma chance, parecia única, meus pais poderiam fazer apenas aquilo para mim naquele momento, e era o que eu podia fazer, pois não queria ficar longe de minha filha fazendo uma faculdade distante, o restante teria que ser comigo! E eu fiz, eu fui atrás, eu sonhei, eu acreditei, eu lutei por tudo o que eu quis em minha profissão. E Conquistei!!!

 

Quando neste congresso, do qual participamos, me vi palestrando para diversos biomédicos e futuros biomédicos, me lembrei de que um dia lá atrás, quando eu estava sentada na carteira assim como vocês, eu sonhei em passar algo para muitos, em palestrar, em ensinar, em criar algo que fosse ficar para sempre!

Sonhei, acreditei, busquei, conquistei, realizei e hoje estamos unidos nesta nova área da BIOMEDICINA.

A BIOMEDICINA ESTÉTICA

PARABÉNS a todos os biomédicos que em algum momento de suas vidas acreditaram nesta profissão, buscaram e se destacaram.

E a você que acha que não se destacou, nunca pense assim, pois só por você acreditar no que faz já está se destacando!

Não importa o tamanho do seu sonho, nem o quanto ele abrange mais pessoas ou menos, o importante é sonhar e realizar algo que faça a diferença para você.

    Não seja mais um, seja UM, um entre muitos biomédicos que constroem nossa profissão. Todos vocês são importantes para nossa profissão.

FELIZ DIA DO BIOMÉDICO!