Resposta da SBBME ao COFFITO

Diante da ameaça iminente à nossa habilitação, a SBBME já está trabalhando e tomando as devidas providências para assegurar os direitos dos biomédicos e da Biomedicina Estética.

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no email

“Diante da ameaça iminente à nossa habilitação, a SBBME já está trabalhando e tomando as devidas providências para assegurar os direitos dos biomédicos e da Biomedicina Estética.

Peço a todos os biomédicos que se acalmem diante dos fatos, pois essa possibilidade já era prevista e por isso a SBBME apresenta no texto abaixo diversos argumentos jurídicos ao favor da Biomedicina Estética.

Neste momento, é de extrema importância que estejamos unidos. 

Estar associados à SBBME dá à classe a força necessária na luta pelos direitos dos biomédicos na saúde estética, mediante os órgãos fiscalizadores.

A nossa luta está somente começando agora e, o nosso futuro depende da nossa união organizada.”

Dra. Ana Carolina Puga – CRBM – 5589

Presidente da Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética – SBBME

Precursora e pioneira da Biomedicina Estética no Brasil

Resposta da SBBME ao COFFITO 

Em relação sobre à ação que o COFFITO está movendo no MP contra a Biomedicina é interessante destacarmos sobre este assunto o disposto na Resolução n. 140/2007:

CONSIDERANDO, que o profissional Biomédicos, pela sua formação e perfil de generalista, humanista, o que autoriza a atuar mesmo de forma parcial em todos os níveis de atenção à saúde, com base no rigor científico, intelectual,com os primores éticos, dirigindo sua atuação para a transformação da realidade em benefícios da sociedade e do homem todos os níveis de atenção à saúde, integrando-se em programas de promoção, manutenção, prevenção, proteção e recuperação da mesma.

CONSIDERANDO que a atuação do Biomédico, é interdisciplinar e com extrema acuidade na promoção da saúde estabelecida na convicção científica, de cidadania e de ética; visto que reconhece a saúde como direito e condições dignas de vida, e garantindo a integralidade da assistência, entendida as ações e serviços preventivos e curativos, individuais e coletivos, respeitando a complexidade de cada caso e contribuindo para a manutenção da saúde, bem estar e qualidade de vida, respeitando os princípios éticos inerentes ao exercício profissional.

CONSIDERANDO, que o profissional biomédico, exerce sua atividade, ainda, que não restrita na análises clínicas, ato voltado para prevenção e controle de doenças e deficiências, inclusive na promoção da saúde da população em geral.

CONSIDERANDO, que atividade do profissional biomédico, faz-se através procedimentos técnicos, além de programas e métodos qualificador de ordem social, vez que sua atividade tem como principio básico a análise com respeito a valores humanos e sociais.(…)

CONSIDERANDO, que o profissional Biomédicos através de sua grade curricular e graduações, recebeu aportes técnicos-científicos e filosóficos para abordagem com perspectiva ecossistêmica para os problemas de saúde do ser humano, inclusive os relacionados com o ambiente e os processos produtivos.

CONSIDERANDO, que o profissional Biomédico, encontra-se credenciado a exercer sua atividade profissional em qualquer área da saúde, respeitado aquelas de sua atuação.

Os ‘considerandos’ apresentados são extensivos a todo e qualquer profissional de biomedicina, por dizerem respeito às características, princípios e necessidades gerais da profissão.

Na mesma esteira se encontra a biomedicina estética.

Fonte: SBBME – Departamento Jurídico.

Nos próximos dias a SBBME estará notificando sua posição ao COFFITO.

Maiores informações sobre a ação do COFFITO, veja no link: http://www.proffabioborges.com.br/2011/11/coffito-move-acao-judicial-contra-resolucao-da-biomedicina-estetica/