A procura por intervenções que prometem diminuir as ações do tempo é cada vez maior. Um estudo divulgado recentemente pelo “Global Statistics on Cosmetic Procedures”, mais de 20 milhões de pessoas em todo o mundo se submeteram a algum tipo de intervenção estética em 2014.

O ranking, divulgado pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica (Isaps), revela que os Estados Unidos são os campeões, com 20,1% de todas as intervenções cirúrgicas – o que corresponde a mais de 4 milhões de procedimentos, seguidos pelo Brasil (10,2%), com mais de 2 milhões, e, em terceiro vem o Japão (6,2%), com 1,2 milhão de intervenções.

De acordo com Ana Carolina Puga, Presidente da Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética, as tecnologias e pesquisas voltadas a Biomedicina Estética, têm avançado nos últimos anos. “A junção de profissões aliadas à estética contribui para um resultado eficaz no tratamento de pacientes que buscam qualidade de vida. A Nutrição, por exemplo, com a utilização de dietas prescritas, aliadas às análises cientificas realizadas por biomédicos e conhecimentos farmacêuticos, enfim, todas profissões relacionadas à Saúde em prol do bem estar das pessoas, que buscam no tratamento estético um aliado à Saúde, trazem resultados positivos, o que tardia a intervenção cirúrgica nestes pacientes”, explica.

Como exemplo, Ana Carolina destaca a toxina botulínica, mais conhecida como Botox e Dysport. “Apesar de não substituir a cirurgia plástica, o recurso pode adiar o procedimento cirúrgico“,explica.

Indicado para o tratamento de rugas, a aplicação de Botox bloqueia o movimento de determinados músculos por um período de até seis meses. Com a evolução das pesquisas, já está comprovada sua eficácia também no pescoço.

Porém, Drª Ana Carolina Puga alerta para os profissionais que prometem acabar com rugas profundas e outros sinais evidentes do tempo: “Quando se tem excesso de pele, flacidez ou gordura no pescoço, o indicado é mesmo a cirurgia plástica“, afirma.

De acordo com DrªAna Carolina Puga, a aplicação da toxina botulínica não é necessário cuidados especiais antes da aplicação, porém, após o procedimento, o paciente não deve se deitar durante seis horas, coçar o local da aplicação, massagear ou contrair a musculatura tratada. “As contra-indicações são reservadas somente para gestantes e pessoas que apresentam patologias neurológicas da transmissão neuromuscular“, esclarece.

 

A melhor notícia

SHARE
Previous articleErros da Beleza
Next articleHorário de verão e os cuidados com a pele

CRBM: 5589 – Biomédica Esteta
Ana Carolina Puga é brasileira, de Sertãozinho-SP, cidade do interior de São Paulo, mãe de uma linda filha e Mãe da Biomedicina Estética. Após ter ingressado no curso de Biomedicina pela Barão de Mauá, foi convocada a fazer Medicina na Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto-SP, porém, decidiu-se pela Biomedicina, profissão pela qual trilha uma brilhante carreira e deixando sua marca sempre por onde passa, formando-se como uma das 2 melhores alunas de Biomedicina da turma daquele ano.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here