Hoje é um dia onde comemoramos o dia de todas as mulheres. Dar um parabéns, mandar flores, presentear, comemorar, parece o mais fácil e o melhor a se fazer neste dia, mas para mim tudo muito superficial e comercial, pois o verdadeiro reconhecimento deste dia está nos gestos do dia a dia, no respeito, no amor, no carinho e na felicidade que voce pode oferecer à uma mulher todos os dias além deste dia, seja ela sua mãe, sua esposa, sua namorada, sua filha, sua sobrinha, sua irmã, sua entiada, sua vizinha, sua professora, sua mestre, sua pastora, sua amiga, sua cliente, sua aluna, sua paciente, sua avó, enfim uma mulher na sua vida, oferecer um abraço verdadeiro onde este falará por todos os presentes já imaginados um dia, onde sem palavras o som do seu coração poderá transmitira o verdadeiro reconhecimento neste dia.

        Lá em casa são muitas mulheres, somos hoje em onze mulheres, doze se eu eu contar a minha avó, mãe da minha mãe que ainda é viva, todas com diversas idades, desde 1 mês de idade até mesmo 88 anos, várias gerações, e o que podemos oferecer neste dia para todas?

        RESPEITO, sim o respeito é o melhor em todas as idades, não importa as qualidades ou os defeitos, nem as facilidades e as dificuldades, sabemos que independente disso tudo, iremos superar sempre, qualquer que seja a situação, pois somos mulheres. Mulheres fortes, sensíveis, persistentes, amáveis, visionárias, perseverantes, comunicativas, intelectuais, estrategistas, guerreiras, líderes, flexíveis, empreendedoras, solidárias, diplomatas, elegantes, éticas, polivalentes, bonitas, esbeltas, leoas, gatinhas, mães, irmãs, filhas, esposa, namoradas e profissionais, somos um universo, um universo feminino que somente nós compreendemos.

       Em meus 40 anos, pude conhecer diverso tipos de pessoas, pude conviver com muitas mulheres, algumas amigas, muitas alunas, e outras muitas mulheres que como eu, lutavam para vencer na vida, defendiam suas ideias e nunca jamais abaixaram suas cabeças para a soberania masculina, nunca se inferiorizaram. Admiro todas estas mulheres que um dia puderam falar, colocar para fora o que sentiam, ir atrás dos seus sonhos, desejos, puderam fazer algo de diferente para si e para os outros, não ficaram apenas lamentando da sorte de terem nascido mulheres, ou o azar, e que nada podiam fazer, pois o mundo é MACHSITA!!! Estas mulheres foram atrás do seu SOL, do seu brilho, da Sua Luz Própria, afinal também somos filhas de DEUS, somos fortes e guerreiras, não se esconderam na sombra da figura masculina, não ficaram às margens e nem mesmo se sentindo desprestigiadas. Foram à luta, enfrentaram os tigres, o frio, a ventania, a fome, os dragões de fogo, mas venceram, cada uma na sua guerra, mas todas vencedoras de um sonho.

         Eu luto por aquilo que acredito, por uma realidade diferente, por algo que acrescente na vida das pessoas, por liberdade e respeito, pelo direito de escolha, por muitas outras coisas eu luto, e sou verdadeiramente grata à todos que eu precisei enfrentar como MULHER, grata aos homens que se colocaram como barreira do meu sucesso, grata aos NAOS ouvidos, aos SIM permitidos, gratas aos Homens que respeitam uma mulher, grato ao meu pai por ter sido um HOMEM de 4 filhas, e que soube nos fazer fortes.

        Mesmo com toda a minha calma, sei quando devo lutar e levar adiante o que preciso, também sei que somos todos seres iguais, homens e mulheres, cada um com suas limitações, cada um com suas capacidades, suas habilidades, com sua determinação, suas lutas e suas vitórias, somos seres filhos do mesmo PAI, e sabendo disso luto pela liberdade com respeito.

        Somos privilegiadas, eu estou aqui podendo escrever, e você ler, expressar os sentimentos, as idéias e ainda ter uma vida familiar, profissional e social abençoada, mas neste mundo há muitas mulheres, meninas, senhoras, sofrendo com a tirania masculina, estão sem voz, sem visão, sem perspectiva de uma vida melhor, e por estas mulheres nós devemos lutar também, devemos ajudá-las e guiá-las para uma liberdade com respeito.

         Deus nos conhece, desde o ventre e o que quer de nós é a união e um mundo melhor.

           “Antes que te formasse no ventre te conheci, e antes que saísses da madre, te santifiquei…” (Jeremias 1:5)
“Porque nele habita corporalmente toda a plenitude da divindade; E estais perfeitos nele, que é a cabeça de todo o principado e potestade…” (Colossenses 2:9-10)

        Neste dia estas palavras expressam a meu sincero respeito à todas as mulheres que escutam de seus companheiros, filhos, pais, e outros tipos de homens, palavras desrespeitosas, que humilham e ofendem, palavras que inferiorizam a mulher, que demonstram a tirania masculina e principalmente à todas as mulheres que convivem com o machismo no século XXI, o ciúmes masculino não falado e sim expressado na violência familiar, nas agressões psicológicas e físicas feitas a qualquer e todas as mulheres, em pleno século XXI.

         Que este dia seja mais um dia de reflexão do que comemoração, que seja um dia de demonstração e nao superexposição, que seja um dia de felicitações e nao de repressão.

A todas as mulheres:

“Os ingleses estavam ansiosos para provar que ela poderia tê-los derrotado apenas com o uso da magia. Nao podiam admitir ter sido derrotados por uma mulher. ( Joana D’Arc -1412 -1431)”

 Somos guerreiras!

Ana Carolina Puga

SHARE
Previous articlePOR QUE QUEREMOS MANTER OS VETO?
Next articleFeliz Dia Das Mulheres

CRBM: 5589 – Biomédica Esteta
Ana Carolina Puga é brasileira, de Sertãozinho-SP, cidade do interior de São Paulo, mãe de uma linda filha e Mãe da Biomedicina Estética. Após ter ingressado no curso de Biomedicina pela Barão de Mauá, foi convocada a fazer Medicina na Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto-SP, porém, decidiu-se pela Biomedicina, profissão pela qual trilha uma brilhante carreira e deixando sua marca sempre por onde passa, formando-se como uma das 2 melhores alunas de Biomedicina da turma daquele ano.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here